Curso de Perícia Veterinária orienta profissionais e estudantes a auxiliar juiz em decisões litigiosas

Os tribunais brasileiros recebem cada vez mais casos de ações envolvendo assuntos técnicos e científicos de competência dos médicos veterinários, como produção animal, clínica e cirurgia veterinária, defesa sanitária, inspeção de alimentos de origem animal, indústria de rações. Para auxiliar o juiz na elaboração de laudos periciais, o perito veterinário pode ouvir testemunhas, solicitar documentos em poder da parte ou de repartição pública, bem como produzir registros fotográficos que instruirão o documento. Em Teresina, o Conselho de Medicina Veterinária do Piauí (CRMV-PI) está promovendo o curso de Perícia Veterinária com o intuito de chamar a atenção dos profissionais para uma área nova e importante da profissão.

Regina Maurício é médica veterinária e fiscal agropecuária do estado do Maranhão e percebeu no curso uma oportunidade para se preparar para concursos públicos e continuar atualizada sobre os assuntos que envolvem a área.

“Um curso como esse é muito importante para nos manter atualizados, principalmente em uma área que está crescendo, então temos que estar por dentro desses assuntos. Eu estou concorrendo a uma vaga de perito veterinário no concurso da Polícia Civil e preciso me atualizar cada vez mais para poder atuar nesse segmento”, declarou a profissional.

O professor Valdecir Vargas Castilho, que está ministrando o curso, conta que o médico veterinário precisa estar preparado nos tribunais e saber auxiliar o juiz para que as decisões jurídicas sejam tomadas da melhor forma possível.

“Nós vivemos em um momento que a falta de comunicação dos homens está judicializando tudo. A própria medicina veterinária com a nova relação homem-animal também está levando muitas situações aos tribunais e é importante que o médico veterinário tenha uma noção de medicina veterinária legal, para que ele possa atuar como auxiliar da justiça através de perícias e na condição de assistente técnico das partes envolvidas nesses litígios. Dessa forma, o profissional leva ao poder judiciário, de forma fundamentada, os esclarecimentos necessários que a justiça precisa para ser aplicada direito. Então, é muito importante que o médico veterinário e os acadêmicos tenham noção de que existe este lado da profissão que está meio deixado de lado, que é o auxílio da ciência médica dos animais ao poder judiciário”, explicou o palestrante.

O curso acontece até amanhã (10), no auditório da Clínica de Grandes Animais, na Universidade Federal do Piauí.