Selo de Inspeção Municipal é debatido em reunião de instituições

A convite da Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE), o CRMV-PI participou, nesta quinta-feira (13), de uma reunião com diversas instituições na Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), para debater a viabilização do Selo de Inspeção Municipal (SIM). A ideia é fomentar políticas públicas voltadas aos pequenos empreendedores  e, dessa forma, mudar a experiência de compra e venda no Piauí, alavancando a economia local. 

O superintendente do Desenvolvimento Econômico, Landerson Carvalho, apresentou um panorama da situação dos pequenos empresários, especialmente, os da região Norte do Piauí. Segundo ele, a implantação do selo SIM  é um incentivo aos produtores saírem da clandestinidade, oferecendo alimento de qualidade e uma comercialização de produtos de forma segura. 

“É importante debatermos a implantação do selo SIM com as instituições envolvidas neste processo. A utilização do selo trará vantagens para a geração de renda entre agricultores familiares, pequenos produtores e empreendedores atuantes na produção e manipulação de alimentos, em geral, como a carne, verduras, frutas, leite, mel e derivados, por exemplo”, destaca o superintendente Landerson Carvalho. 

Os pequenos empresários e a população serão beneficiados por meio do selo SIM.  A expectativa é que qualquer produtor atuante no trabalho com alimentos de origem animal, mesmo não sendo um agricultor familiar, solicite o registro.  

“O selo de inspeção municipal é fundamental importância para garantir à sociedade a inoquidade do alimento. Todo alimento começa a sua seguranca no seu processamento e o seu processamento deve se dar pelo acompanhamento de um médico veterinário. É ele que garante essa inoquidade, para que chegue na mesa do consumidor um alimento saudável”, destacou Anísio Lima, presidente do CRMV-PI.

O encontro contou com a presença da Embrapa Meio Norte, Agência de Defesa Agropecuária do Piauí (ADAPI),  Conselho Regional de Medicina Veterinária do Piauí (CRMV-PI),  Federação das Indústrias do Estado do Piauí (FIEPI), Secretaria do Planejamento do Piauí (SEPLAN-PI) e a Associação Piauiense de Municípios (APPM). 

Com informações da Sedet PI