Vamos valorizar o setor agropecuário do Piauí

O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Piauí (CRMV-PI) reafirma a importância da união institucional para o combate da peste suína clássica no estado, e destaca ainda, a necessidade de cada instituição envolvida no processo, executar, com plenitude e responsabilidade, o seu dever.

Reitera a necessidade, com urgência, de uma reflexão profunda por parte dos agentes governamentais no que diz respeito à recuperação, estruturação e fortalecimento da Agência de Defesa Agropecuária do Estado, pois o serviço de defesa sanitária, animal e vegetal, é essencial para a garantia do fortalecimento econômico e sanitário de todas as atividades que envolve o setor primário.

Defendemos a imediata valorização do corpo técnico da ADAPI, com a estruturação de um plano de cargos e salários digno, que permita ao profissional trabalhar com motivação, prazer e segurança. E ainda, investimentos em infraestrutura laboratorial, transportes e instrumentos de trabalho adequados e uma dotação financeira justa, são pilares fundamentais para que a instituição possa estar sempre preparada para ações de enfrentamento a agravos sanitários que possam vir a existir, pondo fim à dependência de suplementos emergenciais ou apoios de instituições federais.
É preciso encarar o fortalecimento das Agências de Defesa Sanitária, Ministério da Agricultura e todos os órgãos que trabalham com o setor primário como elementos fundamentais para o desenvolvimento e fortalecimento da nossa sociedade, já que é este setor que gera superávit primário na balança comercial do país. O Brasil possui hoje, um setor primário forte e uma agropecuária forte, sendo um dos países mais importantes neste cenário.
Portanto, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Piauí (CRMV-PI), através de sua diretoria, não medirá esforços para conscientizar a sociedade do valor do Médico Veterinário e do Zootecnista, lutando diariamente por melhores condições para estes profissionais.